A emergência pediátrica do Hospital Municipal de Simões Filho está mais acolhedora para os pequeninos e adolescentes. A Fundação Fabamed investiu na humanização dos ambientes, a fim de que a arquitetura hospitalar influencie no bem-estar dos pacientes, familiares e colaboradores, ajudando na recuperação, qualidade de vida e promoção à saúde.

De acordo com o superintendente da Fabamed, José Saturnino Rodrigues, a arquitetura hospitalar tem contribuído progressivamente com o bem-estar do paciente. “Até os anos 2000, os ambientes hospitalares eram considerados frios e impessoais, transmitindo a sensação de distância aos pacientes e familiares, pois focavam exclusivamente em higiene e tecnologia. Atualmente a utilização de cores, a adequada relação entre umidade e temperatura do ambiente, a presença de áreas verdes e ambientes com muita iluminação natural e artificial contribuem diretamente para a sensação de bem-estar, afetando o processo de cura”, afirma Rodrigues.

A diretora geral do hospital e da Fundação Fabamed, Cláudia Carvalho, “em oito meses realizamos mais de 7.500 atendimentos pediátricos e para as crianças e adolescentes, o momento da internação, é um dos mais críticos, pois tanto os pacientes quantos os pais, ficam assustados, ansiosos e sentem medo dessa situação inesperada. E ao criarmos um ambiente mais acolhedor e humanizado, esse processo fica mais leve para pacientes e familiares”, ressalta a diretora geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *